Senado vai votar regras que definem como redes sociais devem agir contra fake news

foto via senado federal

foto via senado federal

 

 

Na próxima terça-feira, dia 2 de junho, o Senado irá votar o projeto de lei que indica uma série de medidas a serem adotadas pelas redes sociais contra a disseminação de conteúdo falso. O texto é do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e foi comentado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, como uma forma para ‘fortalecer a democracia por meio do combate a informações falsas’. O tema tem dividido opiniões.

Davi Alcolumbre, presidente do Senado, Tweetou sobre a proposta

Davi Alcolumbre

As notícias falsas não minam apenas as instituições, os políticos ou as celebridades. Elas contaminam a sociedade como um todo, ofendem qualquer cidadão, distorcem qualquer fato e comprometem a liberdade de expressão, que é o princípio básico da democracia.

Para combater essa avalanche de fake news, que agride cada cidadão brasileiro, todos os dias,

o  @SenadoFederal deve votar,na próxima terça-feira (2), o projeto (PL 2630/2020,de autoria do @Sen_Alessandro

) que institui a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência

Davi Alcolumbre

O objetivo da proposta é fortalecer a democracia por meio do combate a informações falsas. Por isto, barrar as fake news é um serviço em prol da liberdade, da boa informação e da verdade. Aqueles que espalham fake news devem ser punidos com os rigores da lei.

Ainda conforme o texto, será considerado dever da rede social interromper ‘imediatamente’ a divulgação paga ou gratuita de conteúdo identificado como fake news. O texto inclui empresas cuja sede seja fora do país. Fonte: ‘G1’.

Siga-nos nas redes sociais.

 

Compartilhe!



Portal Zeamerica